domingo, 13 de julho de 2014

Saiba um pouco sobre o Significado e Origem da palavra XAMÃ - Novo Super-Herói criado por Eberton Ferreira.

O que significa?

     Xamã (shaman em inglês) é um sacerdote tradicional do xamanismo que possui contato com o mundo dos espíritos, demonstrando particular capacidade de profecia ou cura. Mago, feiticeiro, curandeiro, bruxo, pajé e médico são outros nomes correspondentes.

     Segundo a crença, o xamã é o líder inspirado pelos espíritos para conduzir as cerimônias do xamanismo. É o sacerdote que, durante os rituais xamânicos, entra em estado de transe, conseguindo penetrar em reinos sobrenaturais e encontrar soluções para os problemas de uma pessoa ou grupo. Normalmente há cânticos, danças e a utilização de instrumentos musicais durante os rituais xamânicos.

     Tradicionalmente, a pessoa que demonstra profundo conhecimento da natureza humana, que age com sabedoria, que vive em harmonia e transmite bons ensinamentos, pode ser escolhido pelo seu povo para os representar como xamã. Cada cultura tem uma forma diferente de reconhecer um xamã, podendo ser alguém do sexo masculino ou feminino.

     Antigamente, quando se reconhecia em uma criança (geralmente menino) capacidades para ser um futuro xamã, havia uma consagração e dava-se início a um treino que durava muitos anos. Nesse processo a criança recebia objetos simbólicos como tambor, ossos, dentes e outros artigos de metal para lhe acrescentar poderes especiais.


Esse é um esboço feito pelo ilustrador Crimaldo, a pedido do autor, referente ao super-herói Xamã (criação de Eberton Ferreira). Aqui já fica a dica de um dos poderes do herói, ou se preferirem, anti-herói . Como prometido, em breve serão revelados os suas habilidades claramente, mas o leitor já poderá ter uma noção bem ampla somente ao ler o texto  do significado e da origem da palavra Xamã aqui nessa postagem.

Origem da palavra:
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
     Xamã, ou shaman, é um termo de origem tungúsica que nessa língua siberiana quer dizer, na tradução literal, "Aquele que enxerga no escuro". Os tungues meridionais identificam no xamã os portadores de função religiosa, que podem "voar" para outros mundos, entrar em um estado estático e ter acesso e contato com seus aliados (animais, vegetais, minerais), seres de outras dimensões e os espíritos ancestrais.
     Xamã é o sacerdote ou sacerdotisa do xamanismo que entra em transe durante rituais xamânicos, manifestando poderes sobrenaturais e invocando espíritos da natureza, chamando-os a si e incorporando-os em si. Este contato em êxtase permite a recepção de orientações e ajudas dos espíritos para resolver ou superar situações que desafiem as pessoas e seus grupos sociais.

Conceituação

     A conceituação antropológica de xamã ainda não é consensual. Diz-se ser uma espécie de sacerdotemédico, curandeiro, conselheiro e adivinho. É um líder espiritual com funções e poderes de natureza ritualística, mágica e religiosa que tem a capacidade de, por meio de êxtase, manter contato com o universo sobrenatural e com as forças da natureza.

OBS.: Todo o texto acima foi retirado de pesquisas realizadas na internet.